Total de visualizações de página

sábado, 17 de setembro de 2011

VC SABE COM QUEM CONVIVE!?

Ouví uma história real à respeito de um certo reitor de uma universidade muito conceituada.

Ele era um profissional de muito prestigio. Sua esposa desenvolveu o mal de Alzheimer, e mês a mês a doença ía se agravando., alguns anos se passaram e ela já não reconhecia o seu marido.
Esse homem fazia de tudo para cuidar dela, tinha profissionais à disposição, mas a situação não melhorava.
Determinado dia, ele resolveu antecipar sua aposentadoria, porque com tempo integral ele podia cuidar melhor da sua esposa.
Muitas pessoas o quizeram demover do seu propósito, não entendiam, queriam mudar seus pensamentos, dizendo a ele o quanto ele era importante naquela universidade.
Um dos membros da comissão perguntou a ele: "Por que você quer fazer isso!? Ela nem mesmo sabe quem você é!?
Ele olhou fixamente para esse homem e lhe disse: "Eu fiz um compromisso com essa mulher à mais de 50 anos., ela talvéz não saiba quem sou eu., mas, eu sei quem ela é."
Esta história me faz refletir , e uma palavra sobressai em minha mente. CONFIANÇA, e esta gera outra palavra: LEALDADE.
Quão seguros estamos de conhecer realmente a pessoa do nosso convívio?
Principalmente no que diz respeito à convivência familiar.
Ontem reví um amigo muito querido o qual à muito tempo estávamos distanciados., e justamente conversávamos à respeito deste assunto.
Muitas das vezes, amizades, relacionamentos, sociedades, etc... são destruídos por absoluta falta de confiança nas pessoas com a qual se relacionam.
Quando alguém te dá informações negativas à respeito do teu cônjuge, teus filhos, teu Pastor, teu amigo, teu irmão.
Vc os defende por conhecê-los ou a tua confiança será abalada? Qual é o grau de confiança que vc têm neles?
Quão bom sería que pudéssemos dar a resposta do reitor da história narrada. "Eu a (o) conheço".
Que possamos refletir nesta história e nos esforcemos em praticar e viver a "verdadeira aliança" de amor e confiança, um com os outros.
A CONFIANÇA e LEALDADE de Rute a sua sogra Noemí é um exemplo a ser seguido.
" ... porque, aonde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares à noite, alí pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu... (Rute 1: 16, 17)

Deus os abençoe!!!








Nenhum comentário:

Postar um comentário